Resenhas:

[RESENHA] Ame o que é seu - Emily Giffin


Oiiee gente!
Como estão?
Hoje tem resenha no blog!
Desta vez do livro Ame o que é seu, da Emily Giffin.

DESAFIO LITERÁRIO 55 LIVROS: 42- Livro da Emily Giffin

SOBRE O LIVRO: “Como amar de verdade a pessoa que está comigo, se não consigo esquecer alguém que ficou no passado?”. 


O tema deste livro deixa aquela pulga atrás da orelha, te faz imaginar como seria a vida se tivéssemos feitos outras escolhas. Esta é uma história para quem algum dia já se perguntou isso. 



Em Ame o que é seu o leitor encontrará a história de uma mulher (Ellen) dividida entre o amor real e aquele fatídico 'E, se'.

O casamento de Ellen e Andy não parece perfeito, ele é perfeito. São inegáveis a profundidade da devoção mútua e o quanto um esperta o melhor do outro. Mas por obra do destino, certa tarde, Ellen revê Leo pela primeira vez em oito anos. Leo, aquele que partiu seu coração sem se explicar, aquele que ela não conseguiu esquecer.
Quando o reaparecimento dele desperta sentimentos há muito adormecidos, Ellen se põe a questionar se sua vida atual é de fato como ela queria que fosse.



O desenrolar da história é contagiante, pois a cada página acontecem novas cenas que é quase impossível abandonar a leitura, ou ... não se colocar em seu lugar.



Bom, esse é o primeiro livro que li da Emily Giffin. Já li inúmeros elogios para a autora, mas a verdade é que não comecei com o pé direito.
A história é chata. Emily cria uma personagem indecisa, imatura, egoísta e totalmente irritante. 
Nessa história temos um triângulo amoroso, formado por Ellen, uma jovem fotógrafa que adora a vida urbana de Nova Yorkn seu marido Andy, um rico sulista e seu ex-namorado Leo.
Antes de se casar, Ellen teve um tórrido romance com Leo, intenso, cheio de paixão e instabilidade. Leo é o típico "macho alfa dominador". Ele a trata como se ela fosse um incomodo, não se importa com a opinião dela, com seus amigos, nem com o que ela quer. Ele é egoísta  e machista. 
Desde o início dá história senti uma antipatia pelo personagem e ela segue até o final do livro.
Fica óbvio pelo pouco caso dele com relação ao relacionamento que ele não quer nada sério, enquanto Ellen fica se humilhando por um pouco de atenção. Até ele dar o pé na bunda dela.Pior, ele espera Ellen tomar a decisão (embora ela só o faça para pressioná-lo), pois nem se importar em por fim em um relacionamento desgastado ele tem coragem.
Algum tempo depois ela começa a sair com Andy, irmão de sua melhor amiga Margot. Então se casa com ele e tem uma vida feliz e sossegada, até o dia que reencontra Leo na rua e volta a ter contato com ele. 
A partir daí Ellen começa a questionar como seria sua vida se tivesse feito escolhas diferentes no passado. 
Até aí ok. Creio que todos já fizeram essa pergunta alguma vez na vida, seja ao encontrar um ex-amor, um ex-amigo ou até passar em frente a um antigo emprego. O problema que isso não faz ter um reflexão sobre sua vida, como achei que aconteceria. A autora não explora essa oportunidade como deveria, nos arrastando em um romance extremamente aborrecido.
Ellen passa então a se envolver com Leo novamente, primeiro justificando que serão apenas amigos, depois a relação começa a intensificar, o que a faz mudar de personalidade, mudar suas atitudes, mudar com relação ao Andy, com relação a sua família e sua melhor amiga, culpando-os por suas atitudes impensadas. 
Veja, não estou dizendo que Andy é um marido maravilhoso, longe disso. Ele também comete erros que a deixa triste e, diferente da paixão ardente que ela tinha com Leo, o relacionamento com Andy é de calmaria.
O problema é ela ser tão obtusa,incapaz de entender que todos relacionamentos têm altos e baixos e apenas culpar Andy por seus problemas, não resolverá nada.  Ao encontrar Leo novamente, ela percebe que sente falta do ardor dá paixão que sentia por seu ex. Então, como forma de se esvair da culpa por seu comportamento imaturo, prefere guardar ressentimentos contra seu marido.
Como disse no começo da resenha, ela tem atitudes descuidadas, irritantes e egoístas.Pensa nela e no Leo, sem pensar em como isso também afeta a vida de todos a sua volta.
 Ellen comete erro atrás de erro e o mais triste é que ela arruma sempre uma desculpa esfarrapada para justificar seus atos. Ela mente para Andy, para sua melhor amiga e principalmente para si própria.
Do começo do livro ao fim foi a mesma ladainha dela comparando Andy com Leo, quando os dois são personagens completamente diferentes e isso só a torna mais fútil.
Me incomodou a forma com a autora conduziu a história e o fato da protagonista ser tão egocêntrica.
Da mesma forma, não gostei de como a história segue arrastada até o seu final que também deixou a desejar.
O tema em si é muito interessante, mas não acho que a autora o abordou de forma convincente, nem que o livro tenha sido bem trabalhado. 
Esperava algo que tocasse meu coração, mas foi o contrário, não senti ligada a história, não senti empatia pela protagonista e me incomodou seu comportamento.

CLASSIFICAÇÃO: 








Título: Ame o que é seu
Título Original: Love the One You're With 
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Ano: 2009
Gênero: Romance
Saiba mais: Skoob

Onde Comprar: 
   

5 comentários:

  1. Oi lindona, tudo bem?
    Olha não gostei muito do enredo não - desculpe - então não sei se leria...
    Lindo o seu blog *--*

    Beijão!

    Isa | http://isabellalessa.com

    ResponderExcluir
  2. Oiee! Eu só li um livro da Emily Giffin e achei a história até que boa, mas tive o mesmo problema com a protagonista, é muito difícil quando não temos empatia pelos personagens.... acho que não tivemos sorte! rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi, Juliana!
    Ainda não conhecia autora e depois de suas impressões não tenho muita vontade tbm. Uma pena que sua experiência tenha sido tão negativa. Realmente ninguém merece uma protagonista egocêntrica e indecisa.

    Seguindo seu blog! Beijos
    construindoestante.blogspot.com.br || Concorra a um vale presente de R$40,00

    ResponderExcluir
  4. Depois de ler a resenha, parei pra pensar, como seria minha vida se eu tivesse feito outras escolhas. não cheguei a nenhuma conclusão. Referente ao livro, a premissa parece interessante, devido a reflexão, mas se não rola um certo envolvimento com a personagem aí fica difícil. Amei a resenha bjs Taynara Mello

    Www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
  5. Incrível como sempre conseguimos estragar o que está perfeito, né??? hahah Não sei se conseguiria ler porque acho que me estressaria com a protagonista mas boa indicação! haha
    Beijinhos
    http://penultima-janela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Esse espaço é seu!
Deixe seu comentário e não esqueça de deixar o endereço de seu blog, para que eu possa dar uma espiadinha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...